Sites de relacionamento

Concedida a Belisa Rotondi – Revista Viva! Mais – 26/09/2011

Perfil em sites de relacionamento – Neste contexto, vamos considerar a mulher que pretende encontrar um parceiro. Sendo assim, seguem as perguntas abaixo:

Revista Viva! Mais: Qual a melhor foto para usar no perfil? Deve revelar o corpo todo ou apenas o rosto?

Luiz Cuschnir: O rosto mostra mais claramente a identidade emocional e o corpo mostra mais o estilo de vida. O que será mostrado indica como a própria pessoa valoriza.

Revista Viva! Mais: Podemos dizer que uma foto com um sorriso aberto atrai mais pretendentes do que uma imagem séria ou com expressões sensuais?

Luiz Cuschnir: Não necessariamente mas dá um sinal de abertura, de receptividade. O “tamanho” dessa atitude, um sorriso mais amplo e um menos amplo, fornecem dados para uma pessoa mais sensível a essa atitude. Outra pode não valorizá-la dessa forma. De qualquer forma, foto, imagem pessoal pode ser maquiada, então como toda comunicação por aí. Depende do que é espontâneo e o que é artificial.

Revista Viva! Mais: Qual a primeira impressão que a fotografia deve passar?

Luiz Cuschnir: Deve passar como a pessoa gostaria de ser vista e para isso, se colocar no lugar do que está vendo é uma boa maneira de checar.

Revista Viva! Mais: A maior parte das pessoas costuma listar qualidades usando apenas adjetivos. Neste contexto, como se destacar? Como descrever as próprias características de forma diferenciada?

Luiz Cuschnir: Uma lista sempre denomina, dá um nome, que é dependente de como o outro entende esta palavra. Quanto mais palavras, mais dados. Sentenças completas expõem mais. Nos trabalhos do Gender Group do Inst. de Psiquiatria do HC da FMUSP, é comum termos pacientes que vêm para terapia com a queixa de que não sabem como se apresentar nem tem confiança em quem aparece como possibilidade de relacionamento. Quando delimitam melhor a própria identidade, “quem sou como homem ” e ” quem sou como mulher”, desenvolvem uma segurança que aparece também nessa hora.

Revista Viva! Mais: O que a leitora pode revelar neste perfil? Deve entrar em detalhes ou manter o mínimo de informações disponíveis?

Luiz Cuschnir: As informações que expõem a segurança pessoal sempre devem ser checadas verificando as implicações de oferecer publicamente algo que pode ser mal utilizado. Por outro lado, a maneira como se dá informações mesmo que triviais, podem ser importantes para aproximar ou para afastar alguma pessoa.

Revista Viva! Mais: Na hora de descrever o perfil de parceiro que interessa, vale a pena limitar o tipo físico e características para não perder tempo?

Luiz Cuschnir: Tudo que é importante deve ter um mínimo de clareza para evitar o desgaste e frustração de encontros mas as descrições mais amenas, menos ex pudentes, dão há cês para a pessoa até ampliar o que aceita no outro, dependendo daquele caso específico. Cabe ressaltar que quanto mais a pessoa se conhece,mais ela tem condições de saber o que é imprescindível e o que é tolerável.

Revista Viva! Mais: Como se comportar neste ambiente? A leitora deve responder todas as investidas ou pode filtrar as mensagens?

Luiz Cuschnir: O filtro é sempre necessário e cuidar para que as carência de não ter alguém para sair não se virem contra elas próprias.

Perfil em redes sociais (Orkut e facebook) – Neste contexto, a leitora está solteira e quer chamar a atenção de pessoas que ela já conhece – ou seja, ex-namorados:

Revista Viva! Mais: Qual a primeira impressão que a fotografia deve passar? Que ela está feliz e de bem com a vida?

Luiz Cuschnir: Ninguém gosta de alguém que pesa no relacionamento. O desejo de provocar culpa ou ira no outro pode ser descabido e  desvalorizador.

Revista Viva! Mais: Qual a melhor foto para usar no perfil? Deve revelar o corpo todo ou apenas o rosto?

Luiz Cuschnir: Dependendo do tema do relacionamento anterior, se quer mostrar que está mais bonita porque isso fez falta, ou mais magra, deve evidenciar isso. Mesmo para amigos, ser vista tendo superado etapas ou precisando de ajuda, deve ser levado em conta que é uma exposição pública. A conversa íntima se dá noutro contexto.

Revista Viva! Mais: Como deve ser o comportamento desta leitora nas redes? Vale a pena ser mais discreta sobre a vida social e casos amorosos, ou seja, não demonstrar que saiu com outro rapaz?

Luiz Cuschnir: Também aqui vale a adequação do que se deve informar publicamente. Nem sempre fazer jogos dá um resultado que ela pode querer.

Revista Viva! Mais: Vale a pena informar para onde vai sair no final de semana, esperando que algum pretendente apareça por lá?

Luiz Cuschnir: Se é essa a idéia, e quer que ela chega dessa forma, sem ser de uma maneira direta, precisa saber que não há ninguém específico e sim algum que possa se interessar. Importante que não crie uma fantasia que pode nem ocorrer pois é só uma expectativa.

Tags:, , , , , , , ,