Problemas cardíacos em mulheres

Entrevista publicada no Jornal o DIA – Rio de Janeiro – novembro /2013

Problemas cardíacos em mulheres. Um dos fatores que interfere nesses problemas é a forma como a mulher lida com as emoções. Uma pesquisa feita pela editora Abril constatou que muitas sofrem de ansiedade, estresse, desânimo, etc… e que não têm o costume de compartilhar as preocupações e de impor limites.

Gostaria de saber se as mulheres lidam de forma diferente com as emoções quando comparadas aos homens. Caso sim, quais seriam as diferenças?

Vejo mais que as mulheres que sofrem de ansiedade, que atingem níveis de estresse intoleráveis estão relacionados com multifatores, tanto intrínsecos como ambientais ou relacionais. Mulheres propensas a maior ansiedade e, geral têm um perfil de auto cobrança maior e nem sempre têm dificuldade no compartilhar suas preocupações. Alta exigência associada a dificuldade de colocar limites propiciando um invasão tal que as atinja, é mais comum. Como falo no meu livro “Como Mulheres Poderosas se Tornam Mulheres Conquistadoras” (Ed. Academia Planeta), querer ser dez em tudo, além de terem pouca chance de realizarem com o máximo da sua capacidade, criam uma lacuna de si para com os outros que propicia um isolamento relacional que pode ser prejudicial emocionalmente. Quadros depressivos podem advir desse tipo de comportamento e dificulta da mulher poder se reciclar emocionalmente que é o mais saudável psiquicamente.

Já os homens, com características mais contidas, menos expostos ao mundo externo, quando apresentam esses quadros tendem mais ao desânimo ou outras situações que afetam principalmente a vida profissional. Quando o quadro de ansiedade e a frustração são mais severos, a depressão pode se instalar inutilizando toda capacidade produtiva, além de propiciar os quadros clínicos somáticos. Homens tendem a compartimentar seus problemas, e se eles aparecem, lidam setorialmente um a um. Como falo no livro “Por dentro da Cabeça dos Homens” podem parar tudo e ver o campeonato de futebol. Deixam para mais tarde, às vezes com esses problemas mais amainados ou até extintos pelo tempo.

De que forma o emocional feminino pode influenciar a parte física? Há artigos ou estudos que falem sobre isso? O que a mulher deveria fazer para lidar melhor com os sentimentos e evitar consequências físicas?

É uma somatória de atitudes que refletem uma harmonização de vários aspectos da vida. Tanto física como em suas atitudes, a reconsideração de como têm que assumir a vida que levam, é a única solução. Se não conseguem isso sozinhas, um bom processo terapêutico investiga e indica caminhos possíveis para isso. Lidar com sentimentos sem o exagero do sentimentalizar em excesso pode ser uma possibilidade de reflexão e cuidado consigo assim como com seus relacionamentos que propiciam uma proteção para essas consequências.

Tags:, , ,