Nunca consegui falar com a minha mulher de dinheiro

Conversando com Dr. Luiz Cuschnir – Glorinha Cohen

PERGUNTA Dr. Luiz. Tenho 51 anos e nunca consegui falar com a minha mulher de dinheiro. Não achava que era um assunto do casal e sim meu. Isso que o meu pai me ensinou mas vejo meus filhos lidando com esse assunto diferentemente com suas esposa e namorada respectivamente. Por que muitos casais não gostam de conversar sobre o tema dinheiro? Ele é um tabu?

RESPOSTA Quando o tema está colocado como tabu, é porque não há uma confiança em que o outro vai saber lidar com o dinheiro da forma que vê que é mais adequada, ou que será respeitado nas suas diferenças. Há muitas pessoas que sofreram situações onde se sentiram usurpadas, exploradas ou roubadas. Essas tendem a extrapolar essa vivência para futuras relações. Há famílias inteiras que vivem como se todos que se aproximassem fossem interesseiros e quisessem tirar vantagem. Podem até se aproximarem de outras pessoas visando tirar proveito do outro como um código de vida, mas projetam nos que se aproximam algo que têm dentro de si. Não é incomum que apareça em algum momento, essa situação de desvio de dinheiro dentro da própria família. Isso indica muitas vezes que o inimigo estava lá dentro dessa família, e era apontado como alguém de fora par não entrarem em contato com eles próprios. Quando um casal não confia no outro, perderam o sentido comum e estão vivendo isolados, restando uma relação de apego ou conveniência. Precisam reencontrar o rumo para não virarem inimigos. São novos tempos meu caro…quem sabe você ainda possa aproveitá-los. Quando pensam juntos, estão delineando um caminho futuro e ao mesmo tempo reiterando que o compromisso de ambos é de longo prazo. Isso dá mais segurança a cada um e enriquece o vínculo afetivo. É importante que a vida financeira do casal não inclua somente o lado do sacrifício diante de um futuro esquecendo o presente. Devem trazer para o aqui-agora o que podem ter de satisfação e prazer, pois não adianta só o futuro se não estão cuidando de um presente criativo e prazeroso. Pensar nisso também deve incluir o crescimento pessoal, para que cada um em sua essência como homem e como mulher se sinta valorizada e se desenvolvendo. Com isso já incluem os momentos onde estarão trocando suas necessidades, fantasias, desejos, se reconhecendo e se expondo para que tenham mais coisas em comum.

Tags:, , ,