Infidelidade

Artigo Inédito – Luiz Cuschnir

Milhares de anos após a instituição do casamento monogâmico, um dos seus maiores preceitos morais está sendo colocado em “check” e discutido por pessoas e profissionais de vários setores. O adultério, a traição, a infidelidade…

Assim como existem vários nomes para este comportamento, existem também várias causas e conseqüências para podermos negá-lo ou justificá-lo. Alguns dizem que o adultério, em certas ocasiões, pode salvar um casamento, servindo como uma válvula de escape e descarga de tensões para que estas não cheguem a destruir a relação. Alguns profissionais que lidam com este problema diariamente, como psicólogos familiares, sociólogos e até mesmo teólogos, defendem esta tese baseados em fatores práticos, alegando que o apego a valores tradicionais e inflexíveis é um erro. Para eles, as pessoas que conseguem separar sexo de amor podem ter outros parceiros ou parceiras sexuais, e depois voltarem para as pessoas que amam, muitas vezes até mais felizes e descontraídas. é a “traição positiva”.

Porém, se olharmos mais profundamente para esta situação, veremos que a inclusão de um terceiro para que o casamento dê certo, muitas vezes pode encobrir uma falta de diálogo e até mesmo de percepção de que algo no casamento está errado. Então a pessoa trai, chega em casa mais aliviada e contente e engana a si própria de que as coisas vão bem. Além disso, ao mentir para o parceiro, a culpa, a tensão de ser descoberto e a sensação de que existe algo em sua vida que ele (ou ela) não pode saber, separa cada vez mais o casal, deixando um espaço vazio entre os dois, uma lacuna que se não for percebida com atenção tende sempre a crescer.

Por isso, se há uma necessidade contínua de traição, ou se seu parceiro lhe trai, é bom sempre antes de discussões acirradas e acusações, olhar para o próprio relacionamento, para seu modo de ser e agir com seu cônjuge e vice-versa. Assim, você pode garantir uma conversa sensata e madura, podendo fazer as mudanças necessárias para uma vida mais saudável, tanto interna quanto externamente.

Livros Relacionados :

Tags:, , , , ,