O homem ideal

Concedida a Illana Ramos – Revista Mais de 50 – 11/2011

Revista Mais de 50: É realista acreditar que existe uma pessoa ideal para nós? Por quê?

Luiz Cuschnir: Ideal já parte do pressuposto que há alguém perfeito que é um conceito relativo ao momento, à capacidade de avaliação e a possibilidade de controlarmos variáveis incontroláveis é enorme. O que se pode dizer é que sabemos em maior ou menor profundidade o que se deseja de alguém como companheiro. Mas de qualquer forma, esse desejo deve incluir a maior gama possível de características, assim não fica restrito a itens que por si só, tendem a excluir outras possibilidades de relacionamento extremamente ricas.

Revista Mais de 50: Na sua opinião, são mais os homens ou as mulheres que sonham mais com o parceiro “ideal” utópico? Por quê?

Luiz Cuschnir: Os sonhos dos homens, mesmo em uma idade não tão juvenil, é relacionado à um estética de beleza que atende à padrões visuais como beleza, corpo, idade além de claro ter a ver com a forma desta pessoa viver. As mulheres se fixam mais no companheirismo, independência econômica e possibilidades de ser provedor. Tendem a não ser tão exigentes em relação ao corpo e imagem pessoal e valorizam muito atitudes de dedicação a elas.

Revista Mais de 50: Quem/como seria o tal “homem ideal” para as mulheres?

Luiz Cuschnir: Em geral algumas características são comuns: querem alguém com um perfil de sucesso econômico (dentro dos limites que ambicionam), sensualidade que as estimule ao menos em suas fantasias, seja “inclusivo” quanto às pessoas que são importantes a ela, aceitando-as como um todo, provedor de muitas ou todas as despesas dela e que se mantenha romântico, interessante e inteligente.

Revista Mais de 50: A ideia que as mulheres têm do que seria um “homem ideal” varia de acordo com a idade ou se mantém mais ou menos a mesma coisa com o tempo?

Luiz Cuschnir: As mais jovens tendem a dar mais valor ao vigor físico, empreendedorismo e ambição profissional. Mulheres mais ocupadas, envolvidas em suas carreiras, querem homens igualmente ambiciosos, com certa independência afetiva e ao mesmo tempo cúmplices no acompanhamento de suas conquistas. As mais maduras verificam a realização pessoal, nível intelectual, estabilidade econômica e formação familiar (às vezes religiosa) estão muito interessadas em ter alguém para sair, conversar e que seja cúmplice nas angústias e momentos de solidão.

Revista Mais de 50: As exigências femininas do homem ideal são muitas e, embora algum homem consiga atender a algumas, em outras, pode deixar a desejar. Como elas – e eles – devem lidar com a realidade dos fatos?

Luiz Cuschnir: Uma maneira é utilizar o bom humor para ultrapassar as diferenças é o bom humor para encará-las. As pessoas mais flexíveis aceitam mais não ser como elas gostariam que fosse o outro. As pessoas mais maduras entendem mais amplamente as necessidades próprias e as atitudes do outro. A própria identidade está mais clara, mais confirmada na sua condição de mulher ou de homem. É muito comum termos no Gender Group® do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FMUSP pessoas que desejam trabalhar em psicoterapia suas questões de vida mesmo em idades avançadas e se deparam com uma reformulação de seus conceitos e necessidades em relação ao companheiro ou companheira. O Ser Homem e Ser Mulher percorre a vida como um balisador de suas escolhas e equilibra com os dados de realidade. A psicoterapia focada nas questões de gênero deixa mais evidente o que é realmente importante nos relacionamentos homem/mulher.

Tags:, ,