Fracasso e insegurança

Conversando com Dr. Luiz Cuschnir – Glorinha Cohen

PERGUNTA Dr. Luiz. O meu marido era cheio de ideias e projetos ambiciosos davam muita satisfação quando chegava lá. Não sei o que aconteceu com ele, tudo mudou depois de ter que fechar o restaurante que estava dando prejuízos. Fizemos tanto sacrifícios e depois que esse negócio terminou parece que ele desistiu. É o segundo casamento dele e a ex dele interfere demais na relação com os filhos. Quais são os principais momentos da vida de um homem nos quais ele perde, ou sente menos motivação, para seguir tocando sua vida? Por que isso ocorre? Qual o mecanismo psicológico que gera essa desmotivação?

RESPOSTA Primeiro é claro que pode ser muito frustrante perseguir apenas objetivos distantes. A vida financeira dos dois não pode se basear só no sacrifício do presente em nome do futuro. Há várias áreas que podem propiciar a sensação terrível de perda, de fracasso e que podem chegar ao pensamento de que seguir tocando a vida é desalentador. Homens mais ligados a filhos ou em situações de rompimento de casamento e conseqüentemente da família que ele prezava, podem perder essa motivação. Mas isso também pode ocorrer quando doenças crônicas que se prolongam ou mesmo propiciar que as mais graves se instalem. A interrupção de projetos de vida de uma maneira aguda e drástica, uma carreira comprometida como desemprego prolongado, decepções profissionais com uma deterioração importante econômica, também podem afetar um homem de uma maneira que se instala um quadro depressivo que leva a esse pensamento de parar de batalhar a vida. Todas essas situações afetam a auto estima e a vergonha é um ingrediente poderoso para o homem se fragilizar nas questões que relaciona com a masculinidade. Com os homens, alguns parâmetros são tidos como referência para sentirem-se viris, capazes, vigorosos. Eles estão relacionados com a independência como um todo (financeira principalmente), possibilidade de ser provedor das suas relações afetivas, prestígio profissional e vigor físico. Sem esses elementos ele sente-se impotente e é um terreno fértil para a instalação de quadros físicos e psíquicos que o comprometem mais ainda.

Tags:, , ,