Exercício de paciência

Site Abílio Diniz – Renata Pessoa – fevereiro/2014

Pergunta: É comum a pessoa impaciente não reconhecer este defeito? Quais os principais sintomas da irritabilidade?

Luiz Cuschnir: Não dá para dizer que é comum mas pode acontecer, mas isso não indica que essa pessoa não aceite de alguém mais próximo, com certo jeito, acessá-la e conseguir mostrar a ela como ela está se comportando. É muito comum eu ver em casais, em fase de reconciliação ou de conflitos intensos entre os dois, que um deles, com mais tranquilidade e no momento certo, conseguirem dizer para o outro como ele está. Pode até confundir avaliando os outros como menos privilegiados intelectualmente. Sintomas físicos podem aparecer, desde distúrbios de sono como mal funcionamento de algum aparelho como o digestivo ou circulatório. Podem procurar álcool e drogas como se deles precisassem como uma medicação.

Pergunta: Uma pessoa impaciente costuma ser impaciente em todas as áreas de sua vida (pessoal, profissional, amorosa…)?

Luiz Cuschnir: É comum aparecer em muitas áreas concomitantemente, mas também podem dar conta de detonarem uma outra. Se profissionalmente está numa situação muito difícil e que requer um controle muito grande, chegam em casa e geram grandes brigas. O oposto também pode acontecer: relacionamento com muitos problemas e pouca possibilidade de ação sobre isso, provoca em reflexo, um desajuste no ambiente de trabalho que o prejudica bastante.

Pergunta: É possível reverter um quadro recorrente de impaciência? Há exercícios recomendados para isso? Se sim, quais?

Luiz Cuschnir: Reverter o quadro precisa de dois elementos: auto percepção e busca de soluções. Medicações podem equilibrar essa pessoa e aí regularizar outras situações de uma maneira mais satisfatória. Para uma abordagem mais ampla e consistente, atingindo mais áreas que possivelmente estariam afetadas (às vezes, o que foi estragado não é fácil de consertar. Um trabalho com psicoterapia é indicado. Conhecer-se melhor dá mais domínio do que pode estar o atingindo e precisa ser transformado. Acidentes, brigas, doenças repetidas etc, são indicativos de que há uma instabilidade emocional que deve estar interferindo negativamente em várias áreas da vida da pessoa.

Pergunta: Quais exemplos o senhor daria de típico caso de impaciência?

Luiz Cuschnir: Brigas no trânsito, intolerância nos relacionamentos importantes, insatisfação constante, excessos na comunicação, intolerância à críticas, desejo de se isolar pela sensação de incompetência nos relacionamentos etc.

Pergunta: Qual a importância e vantagens de se exercitar a paciência?

Luiz Cuschnir: Paciência implica em aceitar que não é o melhor sempre e que construir em conjunto pode frutificar muito mais do que uma vida solitária. Facilita que as pessoas se aproximem e haver trocas interpessoais, desde as mais íntimas como as sociais, e isso promove um aprendizado constante e um crescimento pessoal.

Pergunta: Em que aspectos uma pessoa paciente se sobressai em relação ao impaciente?

Luiz Cuschnir: Desde que ela tenha conteúdo sim, ela conseguirá se colocar melhor e vencer as barreiras na interação com as pessoas. Também em relação ao que produz, concretamente ou intelectualmente, a paciência permite uma reflexão melhor e assim, um também um melhor resultado do que deseja atingir.

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,