Dúvidas influenciadas pelo passado

A Tribuna

O psiquiatra Luiz Cuschnir, autor de livros como “Os Bastidores do Amor – Sentimentos e Buscas que Invadem Nossos Relacionamentos” e “Por Dentro da Cabeça dos Homens”, afirma que a imagem do casamento é construída de várias maneiras ao longo da vida.

Ele destaca que, se ela cresceu com esse medo, os motivos devem estar relacionados ao que viu e participou dentro e fora de casa. “Fugir do casamento também pode ser uma postura e comportamento em relação à vida, uma opção. Nem sempre é com a característica de medo ou fobia, mas de falta de oportunidade ou de proposta de vida”, explica.

Cuschnir diz ainda que se o casal namora há anos e, mesmo assim, uma das partes não se sente preparada para o casamento, pode haver uma saída. “O respeito deve ser mútuo, de quem quer e de quem não quer. Por outro lado, a resistência do parceiro pode ser vencida se ele tiver suas necessidades atendidas. Muitas vezes, não é falado o que está por trás, como desconfiança, questões econômicas e hábitos familiares do outro”.

Tags:, , , , ,