Casais Evolutivos

Artigo Inédito – Luiz Cuschnir

Muitas vezes em um relacionamento, as pessoas sentem que estão crescendo, evoluindo em suas vidas, mas parece que o parceiro está estagnado, acomodado em uma posição passiva, como se não quisesse acompanhar este movimento evolutivo. Quando isto acontece, surgem muitas brigas, incompatibilidade de idéias e até mesmo um desinteresse crescente por parte da pessoa mais ativa. Um sentimento de solidão e frustração causa um descompasso na vida, até então, harmônica do casal.

Nesta situação, quando o amor prevalece e não se quer perder esta pessoa, é indicado voltar-se um pouco mais para o outro e para a relação. Tomar a iniciativa para elevá-lo e aproveitar a relação para crescerem juntos.

Para se formar um par que consiga alcançar este objetivo, é importante estar atento para alguns detalhes, uns que parecem até insignificantes, mas que podem fazer toda a diferença.

Quando se quer falar a verdade e ser sincero com o que está acontecendo, é necessário que se faça isso com muito amor e carinho, senão o efeito pode ser o contrário do que se espera, pois, por mais que você tenha razão, seus argumentos poderão causar raiva e um conseqüente bloqueio ao que se está sendo dito. Ao guardar mágoas, elas funcionam como uma semente de sentimentos de rejeição e raiva, que pode crescer e se transformar em algo muito maior do que originalmente era, com frutos geralmente amargos, por isso, é aconselhável não deixar passar mais de 24hs sem expressá-la. Não economize nos elogios a cada oportunidade que você sentir que o seu parceiro está dando um passo para frente. Nessas horas, o bom senso para respeitar o ritmo do outro, sem julgamentos e acusações é fundamental.

Estamos vivendo em uma época onde os papéis do homem e da mulher ainda estão muito confusos, o que gera medo e insegurança em ambos ao percorrerem o caminho de sua evolução interior. Porém, não há sombras de dúvida de que para um real crescimento, um ainda necessita do outro.

Tags:, , , , ,